Blog series which features the talents of the studio, the ones who compose our pulsating atmosphere;

Golden Coins: Pamella Pesarelli, 3D artist.

OI #GoldenCoins shows our 3D Artist Pamella Pesareli and her adventures around the 3D world.

Prata da Casa: James Brelaz, el Motion Designer

#GoldenCoins comes in this glory Monday to shake a little bit of your life. Today we talk about our precious James Brelaz, the Motion Designer that always has a hidden trick and know all the questions we may have about anything. (specially softwares!) Brelax, Breláz, Brêlaz. How long are you here at Cafundó and what […]

#PratadaCasa 4: Giovanni Girardi, Ilustrador.

Let’s discober the other golden coins of the yellow house?? Today we’re gonna talk about the main front of Illustration in Cafundó: Giovanni Girardi. It’s an old buddy we have since 2010, and so on he has engalarged our borders and gave a special shine to our work. Just about he got here, he joined […]

#PratadaCasa 03 – Roland Roderjan

strong>#GoldenCoinathe 3rd has arrived! We are going to talk about out rcreative resources inside the studio. Today is a special date for designers in Brazil so let’s talk about our Art Web director. He whom has, besides some other stories, is a graduated designer from UFPR – city of Curitiba.. Roland Roderjan is the guy […]

#Pratadacasa 02: Douglas da Silva

If you haven’t seen our #GoldenCoin01, this is a special moment where  Cafundó is revealing to the world the talented ones that make our team shine abroud.. Now #GoldenCoins 2nd edition is gonna talk about a boy who came here to let everything work fine. This guy programmed this blog: if everything works, he is […]

Prata da Casa #1 – Felipe Fox

Cafundó is gonna to share its #GoldenCoins: the brave heros who passed through our trembling selection, slaying dragons and Léo-ns so they could seat at ease in a throne of the Yellow House. Ok, maybe not. But they are our precious creative resources that are able to transform fabulous ideas into reality. The one who […]

The last news of our creative lab.

SIMPLE SCORE

Get to know the app that will help you sum points to your games.

Calendário 2014

Como você gostaria de se retratar em 2014?

HEART ATTACK!

We should always be very cautious about our healthy, specially about heart attacks.

Pílula 01: Moustache Fever

O bonde do Mr. Biggous trazendo alegria para a sua vida.

O SUMIÇO DO GALO

Num ato repentino, nosso companheiro Galo Inácio deu no pé e descabelou todo mundo por aqui. Onde ele se meteu?!

Manifesto Social

Arranjamos um jeito de lidar com todas as notícias das manifestações. Acompanhe o feed de jornais e redes sociais ao mesmo tempo.
Join our saga in producing an animated short film.


Product Placement e as marcas na web

Our Stuff / posted by in 18 Jan of 2011

Todo mundo conhece esse carinha:

cast away - wilson

Mas o que ele tem em comum com e-branding?
Muito mais do que podemos imaginar. Inserir produtos e marcas em filmes não é novidade, desde o início do cinema empresas pagavam para estar nas telas em preto e branco.

Depois de tantos exemplos, fica a pergunta: quais dessas ações funcionaram?
Só tive uma resposta satisfatória há poucos dias, em uma reunião com um cliente – nosso nobre desembargador Leonardo Minozzo sem querer tirou essa dúvida. Funcionaram aquelas ações onde os produtos estavam no contexto da história.

A simples exposição de um produto não é suficiente para criar lembrança da marca. Esse tempo quando, subconscientemente, absorvíamos uma marca a ponto de consumi-la só por causa disso já passou faz tempo. Hoje interagimos tanto com tantas marcas que desenvolvemos uma espécie de sistema imunológico para ações “aleatórias” de marketing. Entretenha-nos, seja útil que lembraremos de você. Caso contrário, teremos prazer em esquecê-lo.

Mas voltando ao Wilson, Náufrago foi um dos filmes que melhor usou a inserção de produtos no contexto da história. Além da Fed Ex, que apareceu em vários momentos, já que o personagem principal trabalhava na empresa, a Wilson teve o segundo personagem mais presente no filme. Transformar uma bola em um companheira para um cara que ficou quatro anos em uma ilha, foi uma sacada tão boa que pessoas choraram ao ver essa cena.

E virou um produto vendido em lojas no mundo inteiro.

cast away - wilson

Mas o que isso tem haver com a internet?
Tem muito haver. Devemos usar esses exemplos para entendermos como as marcas devem interagir com as pessoas na rede. Um site chato, sem conteúdo interessante e sem atualizações, serve apenas para falar que a empresa está na internet. Isso é igual ao personagem principal de um filme passar em frente a uma lanchonete por 3 segundos e achar que as vendas vão aumentar por sua causa. Para realmente estar na internet é necessário ser útil, interagir com os usuários e mostrar que a web é mesmo uma ferramenta que a marca utiliza para ser melhor para seus clientes.

Espero que esse dia chegue logo. Enquanto ele não vem, vamos ver o que considero o melhor posicionamento de produto em um filme. Apesar de haver vários outros produtos na história – e a Megan Fox -, é o Camaro amarelo que se destaca.

[fbcomments]