Blog series which features the talents of the studio, the ones who compose our pulsating atmosphere;

Golden Coins: Pamella Pesarelli, 3D artist.

OI #GoldenCoins shows our 3D Artist Pamella Pesareli and her adventures around the 3D world.

Prata da Casa: James Brelaz, el Motion Designer

#GoldenCoins comes in this glory Monday to shake a little bit of your life. Today we talk about our precious James Brelaz, the Motion Designer that always has a hidden trick and know all the questions we may have about anything. (specially softwares!) Brelax, Breláz, Brêlaz. How long are you here at Cafundó and what […]

#PratadaCasa 4: Giovanni Girardi, Ilustrador.

Let’s discober the other golden coins of the yellow house?? Today we’re gonna talk about the main front of Illustration in Cafundó: Giovanni Girardi. It’s an old buddy we have since 2010, and so on he has engalarged our borders and gave a special shine to our work. Just about he got here, he joined […]

#PratadaCasa 03 – Roland Roderjan

strong>#GoldenCoinathe 3rd has arrived! We are going to talk about out rcreative resources inside the studio. Today is a special date for designers in Brazil so let’s talk about our Art Web director. He whom has, besides some other stories, is a graduated designer from UFPR – city of Curitiba.. Roland Roderjan is the guy […]

#Pratadacasa 02: Douglas da Silva

If you haven’t seen our #GoldenCoin01, this is a special moment where  Cafundó is revealing to the world the talented ones that make our team shine abroud.. Now #GoldenCoins 2nd edition is gonna talk about a boy who came here to let everything work fine. This guy programmed this blog: if everything works, he is […]

Prata da Casa #1 – Felipe Fox

Cafundó is gonna to share its #GoldenCoins: the brave heros who passed through our trembling selection, slaying dragons and Léo-ns so they could seat at ease in a throne of the Yellow House. Ok, maybe not. But they are our precious creative resources that are able to transform fabulous ideas into reality. The one who […]

The last news of our creative lab.

SIMPLE SCORE

Get to know the app that will help you sum points to your games.

Calendário 2014

Como você gostaria de se retratar em 2014?

HEART ATTACK!

We should always be very cautious about our healthy, specially about heart attacks.

Pílula 01: Moustache Fever

O bonde do Mr. Biggous trazendo alegria para a sua vida.

O SUMIÇO DO GALO

Num ato repentino, nosso companheiro Galo Inácio deu no pé e descabelou todo mundo por aqui. Onde ele se meteu?!

Manifesto Social

Arranjamos um jeito de lidar com todas as notícias das manifestações. Acompanhe o feed de jornais e redes sociais ao mesmo tempo.
Join our saga in producing an animated short film.


5 contra 1 – Thiagão da motoca!

Our Stuff / posted by in 5 Apr of 2010

Semana nova, post novo. Essa semana voltamos com a terceira edição do 5 contra 1, que teve sua estréia com a Paulinha, falando diretamente da sua experiência com animação na Itália e depois veio o Cuducos que fez um contraponto entre a formação de designer e a vida como sociólogo (ou quase isso). Se você não leu nada disso, aproveita e clica aqui e aqui.

Essa semana trazemos para a mesa de debate o graduado em design, mas fotógrafo por natureza, Thiago Eriksson, mais conhecido como Thiagão da Motoca.  Thiagão nos conta como o design ajudou na sua carreira de fotógrafo e como não ajudou. Segue abaixo a entrevista.

1 – Por que escolheu Design? (como formação)

Pois era o único curso relacionado a comunicação visual e que poderia me ajudar na fotografia, área que estava iniciando profissionalmente. Único na região de Florianópolis e em universidade pública, pois não conseguiria viabilizar outro curso em universidade privada.

Mesmo em universidades privadas os mais próximos eram publicidade e propaganda e cinema. Hoje, tanto na pública quanto na privada, temos diversas opções de cursos mais específicos até mesmo o de fotografia.

Thiagão da motoca

Thiagão da Motoca!

2 – De onde veio a motivação para mudar de área? (porque largou)

Iniciei meus estudos em design já trabalhando com fotografia, então na realidade no meio do curso eu resolvi mudar da fotografia para o design, e não o contrário. Fiz estágios, atuei em agência de publicidade mas fiquei mais tempo no Diário Catarinense atuando com design gráfico no setor comercial. Então, depois de uns 2 anos no design, eu voltei para a fotografia e tratamento de imagens novamente atuando até hoje.

3 – O que usa do design na nova atribuição?

Muita coisa do design complementa meu trabalho com fotografia e tratamento de imagens. O principal é entender de design para atuar como fornecedor, como atuo hoje fornecendo imagens para agências de publicidade e escritórios de design.

Outros conhecimentos que me ajudam muito são relacionados à comunicação visual: composição, uso das cores, formas, semiótica, ergonomia visual, etc.

4 – Como supriu as lacunas deixadas pelo design, no desempenho da atual profissão?

Iniciei na fotografia como office boy em um laboratório fotográfico. Nesse meio que eu trabalhava, foi rápido até entender a fotografia e dar os primeiros passos na utilização da camera. Seguindo estudos de forma autodidata continuei trabalhando junto à fotógrafos. Então o conhecimento sobre a fotografia veio dessas vivências, porém ultimamente eu tenha buscado cursos e eventos específicos como o photoshop conference, curso de fotografia de retrato e também para dominar fotos 360º.

5 – Se pudesse voltar atrás, faria design novamente?

Sim, pois estudar design ampliou vários caminhos, tenho uma visão ampla sobre todo o processo de comunicação em que a minha fotografia está inserida. Porém, se na época que estudei design, já houvessem cursos específicos como hoje (fotografia), eu certamente iria optar pelo curso específico.

Para ver os trabalhos do Thiagão, acessa o site dele

[fbcomments]